quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Post #206 (Vento Pt. VIII)

Esqueci como eu faço para não me importar. Preciso logo de um mapa, quero sair dessa escuridão.
Estou preso em minha cabeça, a pior prisão que eu poderia ter inventado.
Grades me isolam de todas as coisas boas, aqui onde estou só me restam xícaras vazias e papeis rasgados.
Aqui não bate vento e nem tenho árvore para conversar. Chover, então...
Nunca pensei que torceria tanto para uma noite acabar.
A chuva de cá é quente demais, cadê todo aquele frio que chamava meu nome?
Ah, o que seria de mim sem vocês, dúvidas?
Olhei para o lado e não vi você. Corri para a cozinha e não vi você. Abandonou-me quando eu menos esperava.
Já não escrevo como antes ou será mais uma dose de (...)?

Nenhum comentário:

Postar um comentário